Av. 25 de Abril, Nº 20 | 7330-251 Marvão – Portugal | Tel +351 245 992 640 | Fax +351 245 992 500 | opoejo@ptnetbiz.pt
GPS: 39.41408,-7.351507
Reservas Online
Reservas: (+351) 245 992 640
Códigos GDS

Amadeus: ONQLRALB
Sabre: ON83757
Galileo/Apollo: ON64996
Worldspan: ONWLRAL
Pegasus: ON32833

Redes Sociais

Siga o Hotel no Facebook

Siga o Restaurante no Facebook

Youtube Siga o Canal do Hotel no You Tube

Siga o Hotel no Google +

FlickrSiga o Hotel no

Pinterest Siga o Hotel no Pinterest

Livro de Hóspedes

Este hotel é fantástico,
Espero voltar a viver,
Esta experiência incrível,
Antes de morrer.
Este hotel é fantástico e a comida era extraordinária.
Família Oliveira Pinto - 3 Abril 2010

ver mais

Turismo Sustentável
Turismo SustentávelO Poejo
Por um Turismo Sustentável

Boutique Hotel O Poejo reportagem, Lifecooler - 2008

Albergaria O Poejo - Marvão,
Dias de charme à sombra de Marvão
Isabel Pimenta

Um espaço moderno e acolhedor é o ponto de partida para confirmar que o Alentejo é mesmo muito mais do que as suas planícies douradas. No Parque Natural de São Mamede, o Alentejo revela as suas surpreendentes formas, ricas no património e diversas culturalmente.

Quem cruza a lezíria ribatejana ou as onduladas terras do Alto Alentejo em direcção a Espanha, não deixa de se surpreender quando o conjunto de São Mamede traça a sua proeminência na regularidade da linha do horizonte, definindo-se como o ponto mais alto de toda a província. A coroá-lo está a medieval vila de Marvão, e a caminho dela encontramos os lugares que sempre fizeram desta uma muito procurada região do país.

Na era da inovação

Em Santo António de Areias, a actividade comercial de uma única empresa atraiu os homens de negócios do início do século passado. Com o propósito de bem recebê-los, foi então construído junto a lagares de azeite e linhas de conservação de alimentos, o edifício que aloja hoje em dia O Poejo.

Nesta albergaria a um passo de ser hotel, continua a brilhar o espírito dessa época, feito da aliança entre tradição e inovação, que levou a uma completa renovação do espaço em 2006. Mantida a traça típica alentejana, a fachada ganhou uma cor forte e quente, recebendo-nos na principal rua da localidade, que oferece de imediato uma perspectiva singular para a histórica vila de Marvão, situada poucos quilómetros acima.

O mundo cabe aqui

No interior, o espólio recuperado das antigas fábricas é combinado com peças de design contemporâneo, em espaços cuidadosamente pensados e onde o conforto é a maior das apostas. A mesma atenção é também evidente em todos os quartos e suites, onde os pontos comuns são a variedade de serviços disponíveis, sendo que o mais original oferece a possibilidade de escolher a almofada ideal para cada sono, entre as várias que se apresentam numa carta. Mas por trás de cada porta, os tons escolhidos e as peças seleccionadas criam espaços únicos e acolhedores, onde tanto podem ser encontradas referências à tradição local, como às longínquas culturas orientais.

Do coração à acção

Reunidas as condições perfeitas para passar a noite, O Poejo não descuida as jornadas fora de portas, propondo diferentes percursos pedestres ou de automóvel, para além de sugerir trilhos de BTT, disponibilizando ainda o aluguer das bicicletas.

As reservas podem mesmo ser feitas em pacotes que já incluem actividades como a visita à cidade romana de Ammaia e às vizinhas vilas de Castelo de Vide e Marvão, existindo também uma opção orientada para a gastronomia local e outra inteiramente dedicada aos fins-de-semana mais românticos.

Na paz dos livros

Já para quem marcou na agenda dias pouco agitados, o pátio exterior da albergaria apela a momentos de tranquilidade, existindo também um espaço de leitura onde os convidados podem desfrutar dos títulos disponíveis.

E caso a consola de jogos aí existente esteja em utilização, os livros podem sempre ser levados para o local mais aprazível, seja ele o pequeno terraço que cada quarto do primeiro andar possui, ou a sombra de um castanheiro das redondezas.

Esta árvore é característica da região e por isso recebe a especial atenção do Poejo, num núcleo museológico interiamente dedicado a ele e onde também podem ser adquiridos produtos locais e artesanato.

Com sabor a poejo, e não só

Finalmente, O Poejo reserva as experiências mais saborosas para o seu restaurante, através de uma ementa que combina pratos tradicionais com a sofisticação de paladares, servidos numa agradável sala onde não passa despercebida a colecção de balanças de distintas épocas.

Mas imperdível é mesmo a especialidade desta cozinha, o cachafrito, uma técnica regional de confecção do cabrito que lhe confere um sabor distinto e surpreendente. Também não faltam as migas, a açorda ou a carne de porco à alentejana, mas quem procura alternativas às típicas receitas, pode facilmente hesitar entre as delícias propostas e por isso a nossa sugestão é descobrir a combinação feita com pato e molho de framboesas.

Obrigatório é acompanhar qualquer opção com um vinho regional e a recomendação da casa não vai decepcionar os palatos mais exigentes. Reserve-se ainda para uma das muitas tentações à sobremesa e note que a Delícia de castanhas faz completa justiça ao nome dado pela sua criadora, Conceição Pires, a mesma que confecciona todos os pratos com uma qualidade que, só por si, vale a viagem a Santo António de Areias.

 

Voltar